Packaging: estética ou funcionalidade?

28-05-2018 .- Europac

Falar de packaging é, sem dúvida, falar em protecção, logística e funcionalidade mas, ao mesmo tempo, refere-se à identidade da marca, à experiência de consumo e ao valor acrescentado. O design e a funcionalidade devem coexistir. A chave para o packaging de um produto é a sua capacidade de adaptação às necessidades do cliente e do consumidor final. 

Respeitar o produto significa, primeiro, entender a sua essência. Perceber que um produto é, acima de tudo, uma experiência para cada consumidor. Uma experiência baseada também num consumidor cada vez mais exigente e informado que exige maior qualidade e personalização. Desta forma, o packaging consolida-se hoje como uma ferramenta indispensável na estratégia de comunicação, marketing e vendas para todos os tipos de clientes. Uma ferramenta que inclui elementos estrategicamente desenhados para gerar valor, discurso e maximizar a penetração da marca. 

O packaging é um factor chave na decisão de compra por parte do utilizador. Mais ainda numa conjuntura económica, em que o comércio electrónico cresce de forma significativa. A estética e a funcionalidade, portanto, fazem parte de uma mesma realidade sectorial na qual o futuro do packaging passa pela sua capacidade de adaptar-se às necessidades do produto e, também, àquelas dos clientes e consumidores finais.

"O packaging do futuro está ainda por ser descoberto" e, neste sentido, apenas existe um caminho disponível: soluções adaptadas às necessidades de cada cliente e uma filosofia de trabalho baseada na busca pela excelência.